Você está aqui: Semana a Semana » Nomes » M » Insônia durante a gravidez, o que fazer
As semanas da gestação
Navegue pela linha do tempo do seu filho

Insônia durante a gravidez, o que fazer

compartilhe esse link: Pergunta:(0) imprimir

A gravidez é um dos períodos mais mágicos para a mulher e seu parceiro. Primeiro, porque uma nova vida está sendo originada a partir do amor; e segundo, porque a mulher descobre inúmeras coisas sobre seu corpo, seu comportamento e suas capacidades durante esse tempo. Da mesma maneira, o homem que acompanha essa fase participa de um momento de autoconhecimento, a partir de ações e pensamentos que antes eram inexistentes.

Ainda com todo o clima de magia no ar, as gestantes começam também a experimentar algumas sensações e acontecimentos que variam bastante de acordo com a mulher. Enquanto algumas sentem muito enjoo durante os primeiros meses, outras ficam tranquilas em relação a isso. A variação de sintomas relacionada à personalidade de cada mulher grávida é incrível.

A insônia, por exemplo, é um dos sintomas mais comuns para gestantes em qualquer fase da gravidez. Muitas vezes no início da gestação, a insônia é causada pela ansiedade, proveniente de tantas dúvidas sobre como serão os próximos meses.

Como é o sono nos meses iniciais

Os primeiros três meses de gravidez costumam acompanhar bastante sono. E esse excesso de sono geralmente é causado por alterações hormonais e não costuma acontecer de maneira generalizada, ou seja, muitas mulheres nem sentem essa necessidade de dormir mais do que normalmente.

A fase final

O último trimestre de gravidez pode ser bastante incômodo para a gestante, considerando que a barriga estará bem maior, causando possíveis dores nas costas ou em outras partes do corpo, mas principalmente causando desconforto na hora de encontrar a posição ideal para dormir e passar a noite toda descansando. O fato de o bebê se mexer bastante durante essa fase faz com que algumas mulheres tenham dificuldades de dormir.

Soluções

Criar uma rotina de sono, tendo um local específico e adequado para dormir. Manter o horário de ir para a cama dormir também é um fator positivo, que irá criar no cérebro e no organismo em geral, uma maneira de desenvolver esse hábito diário. O local deverá ter uma iluminação mais aconchegante e, na hora do sono, o bloqueio total das luzes é o ideal, fazendo com que o cérebro consiga “entender” que aquele é o momento de dormir, evitando dormir com a televisão ou qualquer outro tipo de iluminação ligada.

Mulher dormindo em posição de gravidez

Mulher dormindo em posição de gravidez

Para melhorar o conforto da posição, é indicado que as gestantes coloquem um travesseiro entre as pernas, deitando de lado, o que vai resultar em maior conforto e, também, na possibilidade de manter a coluna ereta durante o sono, evitando dores posteriores.

Antes de dormir, vale a pena investir em criar o clima específico para o momento. Tomar um chá de erva cidreira ou de camomila irá auxiliar o relaxamento, enquanto o consumo de bebidas como café ou qualquer outro tipo de alimento estimulante deverá ser consumido somente até as 18 horas.

Na hora de dormir, buscar se concentrar somente na respiração, com os olhos fechados. Prestar atenção no movimento do peito, na forma como o ar entra e sai dos pulmões, é algo que acalma e auxilia no momento de pegar no sono. Vale também para os momentos em que durante a noite, a mulher acorda. Concentrar-se na respiração é algo que dá ótimos resultados contra a insônia!



Comente sobre este assunto