1 mês a 1 ano-NamoroNenhum comentário

Casal de namorados trocando carícias

No começo de qualquer relacionamento, a paixão sempre fala mais alto, e somos capazes de absolutamente tudo pela pessoa amada. O momento da conquista faz com que estejamos atentos a todos os detalhes para agradar o outro. Porém, com o passar do tempo, e com a relação já estabelecida, o romance vai ficando morno, as surpresas amorosas já não são tão frequentes e parece que tudo se acomoda numa confortável situação chamada de relacionamento sério.

O problema é que, às vezes, o relacionamento acaba ficando sério demais, e as pequenas brincadeiras, as atitudes inesperadas de carinho e a empolgação para namorar começam a ficar de lado. O primeiro ano de namoro é geralmente o mais animado, quando o casal ainda está se conhecendo e topa qualquer aventura juntos, seja na vida, na cama ou nos pequenos detalhes.
Casal de namorados trocando carícias
Ao chegar à marca de um ano e cinco meses de namoro, já é necessária certa dose de análise para saber se o relacionamento continua evoluindo. Nesse momento, é preciso que tanto o homem, quanto a mulher estejam abertos e dispostos a manter a paixão em alta.

Como sabemos, a paixão impulsiona e dá energia, enquanto o amor tranquiliza e dá segurança. Amor e paixão são ótimos quando andam juntos, pois só se consegue manter a vitalidade de um relacionamento.

Dicas para manter a paixão e preservar o amor

Se você já namora há um ano e cinco meses, tente perceber o que evoluiu e o que estagnou na sua relação. Para manter a paixão em alta, procure surpreender o ser amado, proponha viagens a novos lugares, novas experiências compartilhadas e tente apimentar a relação. Uma boa dose de criatividade pode tornar seu relacionamento muito mais divertido.

Outra dica importante é manter as atividades que vocês gostam de fazer como casal. Um jantar romântico, um cineminha a dois e uma noite de carinhos sempre são eficientes para manter a relação viva e feliz.

O mais importante nessa história é que os casais precisam entender, de uma vez por todas, que um relacionamento só pode dar certo quando existem duas pessoas dispostas a fazer com que ele dê certo. Fica a dica!

Seja o primeiro a comentar.

Adicione um comentário