Você está aqui: Semana a Semana » Gravidez » Dúvidas » Trabalho de parto prematuro
As semanas da gestação
Navegue pela linha do tempo do seu filho

Trabalho de parto prematuro

compartilhe esse link: Pergunta:(0) imprimir

O trabalho de parto prematuro é também chamado de trabalho de parto pré-termo. É quando o seu corpo começa a ficar pronto mais cedo durante a sua gravidez para o nascimento. O trabalho de parto é prematuro se começa mais de três semanas antes da data prevista.

O trabalho de parto prematuro pode levar a um parto prematuro. Mas a boa notícia é que os médicos podem fazer muito para atrasar um parto prematuro. Quanto mais tempo o bebê conseguir crescer dentro de você – até a sua data de nascimento – menos provável que ele ou ela tenha problemas após o nascimento.

O que aumenta o risco

Muitas coisas diferentes podem aumentar o risco de trabalho de parto prematuro. Alguns deles são:

Bebê nascido de parto prematuro

Bebê nascido de parto prematuro

  • Fumar;
  • Estar muito acima ou muito abaixo do peso antes da gravidez;
  • Não obter bons cuidados pré-natais;
  • Fazer uso de bebidas alcoólicas ou drogas durante a gravidez;
  • Certas condições de saúde como pressão alta, pré-eclâmpsia, diabetes, distúrbios de coagulação do sangue, ou infecções;
  • Estar grávida de um bebê que tem certos defeitos congênitos;
  • Estar grávida de um bebê de fertilização in vitro;
  • Estar grávida de gêmeos ou múltiplos;
  • História familiar ou pessoal de trabalho de parto prematuro;
  • Ficar grávida pouco tempo depois de ter tido um bebê.

Sintomas

Para interromper um trabalho de parto prematuro, você precisa conhecer os sinais de alerta. Agir rápido pode fazer uma grande diferença. Ligue para o seu médico imediatamente se você tiver os seguintes sintomas:

  • Dores nas costas, que geralmente será na parte inferior das costas. Isso pode ser constante ou ir e vir, mas não melhora, mesmo se você mudar de posição ou fizer outra coisa para tentar melhorar;
  • Contrações a cada 10 minutos ou mais frequentes;
  • Cólicas na parte inferior do abdome ou parecida com a cólica menstrual. Elas podem se parecer com dores de gás que podem vir com diarreia;
  • Perda de líquido pela vagina;
  • Sintomas de gripe como náuseas, vômitos ou diarreia. Ligue para o seu médico, mesmo com sintomas leves. Se você não pode tolerar líquidos por mais de 8 horas, você deve consultar o seu médico;
  • Aumento da pressão na pelve ou na vagina;
  • Corrimento vaginal aumentado;
  • Sangramento vaginal, incluindo sangramento leve.

Alguns deles podem ser difíceis de distinguir dos sintomas normais de gravidez, como a dor nas costas. Mas você não pode ser muito cautelosa. Qualquer possível sinal de alerta deve ser falado com o seu médico.

Como Verificar Contrações

A verificação de contrações é uma forma essencial de interromper o trabalho de parto prematuro.

  1. Coloque suas mãos em seu abdome;
  2. Se você sentir seu útero ficando mais contraído e depois relaxado, isso é uma contração;
  3. Conte o tempo de suas contrações. Anote o tempo em que uma contração começa, e anote o tempo de início da próxima contração.
  4. Tente parar as contrações. Tire os pés do chão. Mude a sua posição. Relaxe. Beba dois ou três copos de água;
  5. Chame o seu médico se você continuar a ter contrações a cada 10 minutos ou mais frequentemente, se algum de seus sintomas piorar ou se você tiver dores que não vão embora.

Tenha em mente que muitas mulheres têm inofensivos falsos trabalhos de parto chamados de contrações de Braxton Hicks. Elas são geralmente irregulares, não são próximas, e param quando você se move ou descansa. Elas não fazem parte do trabalho de parto. Se você não tiver certeza sobre o tipo de contrações que você está sentindo, consulte o seu médico.

Se você precisar ir para o hospital

Se o seu médico acha que você está entrando em trabalho de parto prematuro, você provavelmente terá que ir para o hospital. Assim que chegar, o médico irá fazer o seguinte:

  • Perguntar sobre seu histórico médico, incluindo medicamentos que você está tomando durante a gravidez;
  • Verificar o seu pulso, pressão arterial e temperatura;
  • Medir os batimentos cardíacos do seu bebê e suas contrações;
  • Fazer o teste de fibronectina fetal, o que ajuda a prever o risco de parto prematuro;
  • Verificar o seu colo uterino para ver se ele está abrindo.

Se você for diagnosticada com trabalho de parto prematuro, você poderá necessitar de tratamento, o qual pode incluir:

  • Fluidos IV;
  • Remédio para relaxar o útero e interromper o trabalho;
  • Remédio para acelerar o desenvolvimento dos pulmões do seu bebê;
  • Antibióticos;
  • Ser internada.

Se o seu trabalho continuar e não puder ser interrompido, o seu médico irá se preparar para o parto do seu bebê.

Se o médico disser que você não está em trabalho de parto prematuro, você pode ir para casa. Apesar da crença popular, o repouso na cama não parece ajudar a prevenir o nascimento prematuro e tem alguns riscos.

O que acontece se o meu bebê nascer prematuro?
Cerca de um em cada 10 bebês nascidos nos Estados Unidos são prematuros. A maioria dos bebês prematuros fica melhor à medida que envelhecem e conseguem alcançar seus colegas nascidos no tempo certo.

Porém, essas crianças têm um risco maior de problemas. Os bebês prematuros crescem mais lentamente do que os bebês nascidos a termo. Eles têm um maior risco de certos problemas de saúde em longo prazo, incluindo autismo, deficiência mental, paralisia cerebral, problemas pulmonares e perda de visão e audição.

Quanto mais cedo o bebê nasce, é mais provável que ele ou ela tenha problemas. Bebês nascidos após sete meses geralmente precisam de uma curta estadia em unidade de terapia intensiva neonatal do hospital (UTI). Bebês que nascem antes desse tempo enfrentam riscos muito maiores. Eles vão precisar de cuidados especializados na UTI.

[Webmd]



Comente sobre este assunto