CasamentoNenhum comentário

Casal deitado no jardim

O casamento é um acontecimento muito importante na vida tanto do homem, quanto da mulher. É o futuro dos dois em jogo e qualquer ação feita sem planejamento pode arruinar o casamento ou torná-lo ainda melhor. O período compreendido entre o fim do segundo ano e o fim do quinto ano de casamento é um período de afirmação e de certezas. Se o casal tiver um bom relacionamento e conseguir superar este período, certamente terá um casamento longo e sólido. Mas se as brigas forem constantes, é melhor se separar para evitar a infelicidade.

Há uma tendência dos casais se separarem durante ou após este período. Com quatro anos e cinco meses de casamento, muita coisa já aconteceu e não há mais nada novo para ser aprendido. Um já conhece o outro completamente. Salvo em raras exceções, quando um dos dois possui um segredo antigo que ainda não tenha contado ao companheiro.

Relacionado  2° anos de casamento: Bodas de Algodão

Casal deitado no jardim

Se o casal soube se renovar neste período, é provável que consiga continuar se renovando para sempre e o casamento durará muito tempo. É importante que em todas as atividades que o casal fizer junto, haja respeito, comprometimento e companheirismo. Quando se leva uma vida saudável a dois, uma amizade é formada e ela é a base para o sucesso de todo o relacionamento. Um casal que não é amigo um do outro não dá certo.

Relacionado  2° anos de casamento: Bodas de Algodão

Para muitos casais, neste período do casamento, os filhos já são realidade. Outros preferem esperar um tempo a mais para poderem aproveitar a vida juntos. É importante que haja planejamento. Um filho que vem sem o planejamento ideal pode atrapalhar a relação. Não que ele não seja amado, mas as divergências podem levar à separação justamente pelo fato de que não deveria ter vindo naquela hora. Afinal, é para isso que existe o planejamento e toda uma preparação para a chegada de um bebê.

Relacionado  2° anos de casamento: Bodas de Algodão

É muito provável que as finanças da família já tenham se unificado, até certo ponto, ambos preferem ter uma parte da renda para si próprios, mas com o passar dos anos, a renda se une em prol de um objetivo familiar. O jeito é segurar as pontas para manter o casamento unido e forte.

Seja o primeiro a comentar.

Adicione um comentário