CasamentoNenhum comentário

Casal adquirindo imóvel

Com 1 ano e 2 meses de casamento a relação está madura, sedimentada e é hora não só de amar, mas de começar a sonharem mais alto juntos. Casais felizes crescem juntos, por isso, esse período é o ideal para que novas metas comecem a ser traçadas, bem como estratégias conjuntas para alcançar esta meta.

Nessa fase, por exemplo, se o casal crê que haja uma longa perspectiva do relacionamento, é valido se investir em um pé de meia. Uma forma interessante de fazer isso é procurar um fundo de previdência privada. Isso porque, acreditem ou não, todos os casais ficam velhos um dia, e quando chega esse dia nem sempre é possível ter acesso à aposentadoria por conta da burocracia por parte do estado e, quando isso é possível, muitas vezes a decepção é enorme, geralmente o valor é bem baixo, o que limita seu uso. Isso considerando que, na velhice é muito mais difícil você se habituar às mudanças bruscas de hábitos, logo, considere que manter o atual estilo de vida do casal pela aposentadoria tradicional, dependendo do padrão de via o casal, é simplesmente impossível.Casal adquirindo imóvel

Relacionado  2° anos de casamento: Bodas de Algodão

Outra coisa é investir em imóveis. Isso mesmo, imóveis. Se o casal já tem uma casa própria, considere a possibilidade de guardar dinheiro junto e dar entrada em um apartamento lançamento. Geralmente, as parcelas desse tipo de empreendimento são baixas, depois de pronto, o casal pode alugar o apartamento e lucrar com isso. Ao longo dos anos, com o aumento da procura de imóveis e da densidade populacional, os imóveis tendem sempre a aumentarem de valor, mais do que os outros itens do mercado. Por conta disso, considere que um imóvel é um patrimônio robusto, que só valoriza com o passar dos anos e que oferece uma possibilidade de fonte de renda complementar por meio do aluguel.

Relacionado  2° anos de casamento: Bodas de Algodão

Para quem dispõe de menos dinheiro para investir, mas é insatisfeito com os rendimentos irrisórios da poupança, o investimento em títulos da dívida pública pode ser uma renda lucrativa e segura ao casal. Os títulos rendem conforme a taxa Selic, que é estabelecida pelo Banco Central do Brasil, geralmente bem acima dos juros de mercado, o que garante uma maior segurança as finanças do casal.

Seja o primeiro a comentar.

Adicione um comentário