Sem categoriaNenhum comentário

No momento em que você e seu parceiro começarem a tentar ter filhos, talvez possa aparecer algumas dificuldades como por exemplo: não conseguir engravidar. Provavelmente a partir deste resultado vem uma certa angústia. A princípio a pressão é interna, e é comum que ao redor dos familiares ou mesmo seus amigos mais próximos comcem a surgir questionamentos sobre a chegada do bebê, e, apesar dessas questões serem consideradas inocentes, para você e seu parceiro pode provocar um pouco de ansiedade. Lidar com estas cobranças sobre ter filhos é necessário criar respostas estratégicas, ou mesmo recorrer a ajuda de um profissional para ajudar no bem psicológico do casal.

No decorrer do tratamento de reprodução humana assistida, cerca de 90% das mulheres abandonam para dedicar-se ao tratamento de fertilidade. O que pode ser considerado para o equilíbrio emocional da mulher, prejudicial, pois interfere nas chances de êxito de uma gravidez. Sendo o tratamento de reprodução humana ser associado a melhores resultados na redução de estresse, é recomendável que a tentante mantenha ambos para melhores chances de engravidar.

Isolar-se para evitar questionamentos incômodos também não é uma boa estratégia, pois vai contra a nossa natureza de ser sociável. É impossível evitar o surgimento de perguntas em uma roda de conversa qualquer sobre os planos de maternidade ou notícias e encontros com pessoas que engravidaram. Você e seu parceiro deve criar uma estratégia de como reagir, diminuir ou até mesmo excluir os maus sentimentos que podem vir de um assunto delicado para o qual estão passando.

É recomendado por profissionais que cada pessoa responda de acordo com o que lhe faça mais sentido e proporcione tranquilidade, até mesmo quando o que está sendo contado não seja verdade. Na grande maioria das vezes, as pessoas fazem questionamentos não por maldade, mas sim que elas não têm consciência do impacto que pode acarretar.

Ser consciente do impacto que pode proporcionar ao emocional daquilo que incomoda, e também, a reação que provoca para pode superar o conforto, são os primeiros passos. Tente desabafar com pessoas de confiança com que você pode falar abertamente sobre o tema sem medo de inconvenientes pedindo claramente para que o assunto que incomoda você e seu parceiro não venha à tona.

Com o apoio do profissional, do seu parceiro e também de pessoas que vivem ou vivenciaram a mesma experiência será mais fácil debater sobre estratégias para questionamentos desse tipo de modo a reduzir a pressão que há entre o casal, além de também reduzir o mal-estar associados aos sentimentos que aparecem durante o tratamento de infertilidade. Desenvolver a habilidade de lidar com estas questões não é fácil e depende da personalidade de cada um.